domingo, 13 de abril de 2008

Noosfera

O Homem e o Passo da Reflexão

Noosfera, do grego NOOS (mente, alma, pensamento, consciência) e SPHERA (corpo limitado por uma superfície redonda), é uma palavra que representa a camada psíquica nascida da noogênese1, que cresce e envolve o nosso planeta acima da biosfera, a camada formada pela multidão de seres vivos que cobre a superfície terrestre.

A criação da idéia de noosfera é atribuída ao padre e filósofo francês Pierre Teilhard de Chardin, que a teria elaborado nos anos 1920. Seus escritos teológicos e filosóficos, proibidos pela Igreja durante toda a sua vida, só foram divulgados após sua morte, na década de 1950. Marcados por uma visão sintética da evolução humana, eles dão valor ao fenômeno chamado de “passo da reflexão”. Este teria sido o ponto de partida para o que viria a ser uma “rede mundial de comunicação dos pensamentos humanos”, depois batizada de noosfera, em cujo coração agiria o "Cristo Evolutor", que é quem conduz a humanidade, ao um só tempo, para o "Ponto Ômega" (Reino de Deus)2.

Quando surgiu na natureza, o homem era igual a qualquer outro animal, exceto pela latente capacidade de refletir, como explica em detalhes o texto “A Noogênese Está Progredindo?”, de Maria Luiza Glycerio e Janice B. Paulsen. O sistema nervoso humano ainda era primitivo e seu movimento nômade impedia a comunicação por agrupamentos. Na era neolítica, a humanidade começou um movimento convergente sobre a Terra; grupos cada vez maiores foram se formando, favorecendo a formação de uma identidade e de uma consciência de si mesmos. Estava dado o “passo da reflexão”. Em conseqüência, surgia um novo fenômeno: o nascimento da noosfera, camada planetária, formada pelo conjunto do pensamento humano. A esse processo, então, deu-se o nome de noogênese.

A noosfera é uma camada em constante crescimento, desde o estágio mais primitivo até os pensamentos e tecnologias mais complexas. Ela é capaz de armazenar toda a consciência planetária, de abrigar todo o conhecimento humano. Tudo isso se deve a mudanças essenciais no cérebro humano e em seu sistema nervoso, antes primitivo, como dito anteriormente.

Glycerio e Paulsen, seguindo a rota de Chardin, ainda aprofundam a questão caindo no campo biológico para explicar as transformações neurológicas que acompanharam o processo evolutivo, tanto do homem quanto da própria noosfera. Esta evolui simultaneamente com o conjunto da evolução da consciência planetária.

Segundo o astrofísico Jean-Pierre Luminent, um sinal evidente da evolução desse “produto coletivo e aditivo” foi o surgimento da internet, que “materializaria” os efeitos noosféricos: “[...] no cybermundo, a noção de estrangeiro não existe”.

Notas
1 NOOGÊNESE, também do grego NOOS (mente, alma, espírito, pensamento, consciência) e GÊNESE (origem, formação, criação), é uma palavra que indica o ato de criação de qualquer coisa de psíquico.
2 Le Grand Larousse Universel, Tomo 14, p. 10095


Bibliografia
GLYCERIO, Maria Luiza, PAULSEN, Janice B. A Noogênese Está Progredindo?

Nenhum comentário: