sábado, 30 de agosto de 2008

Última semana para ver Taunay, na Pinacoteca do Estado



Encerra no próximo dia 7/9 a mostra Nicolas-Antoine Taunay no Brasil: Uma Leitura dos Trópicos, que faz parte das comemorações dos 200 anos da chegada da família real ao Rio de Janeiro.

A mostra traz cerca de 70 obras, divididas em três módulos: auto-retratos, produção européia e produção brasileira.

Taunay integrou a Missão Artística Francesa, projeto que consistia em desenvolver as artes no Rio de Janeiro. Com ele vieram Debret, Auguste Marie Taunay, Marc e Zéphirin Ferrez e Grandjean de Montigny.

Com curadoria da historiadora e cientista social Lilia Schwarcz, a mostra é composta por exposição, vídeos e palestras.

Nicolas-Antoine Taunay no Brasil: Uma Leitura dos Trópicos
Até 7/9, das 10h às 18h
Pinacoteca do Estado
Praça da Luz, 2
São Paulo-SP
Tel.: (0/xx/11) 3229-9844
R$ 4,00 (entrada gratuita aos sábados)

Desenhos de Jim Lee servem de referência para jogos da DC



A DC Comics está investindo pesado nos games. Usando desenhos de Jim Lee, Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash e muitos outros ganham seus respectivos poderes e habilidades de acordo com as capacidades do jogador, que pode criar um herói ou vilão, determinar e desenvolver seus poderes, e enfrentar superseres similares ou até mesmo mais poderosos que o seu personagem.

Ao criar o seu personagem, o jogador ganha "itens de série" como voar, ter supervelocidade e visões de calor.

Veja algumas imagens e um trailer do jogo.







Vídeo: Trailer - DC Universe Online

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Cao Guimarães - abertura amanhã



Cao Guimarães
Abertura: 30/8, às 11h
Exposição: 31/8 a 19/10
Terça a domingo, das 8h às 20h

Museu de Arte da Pampulha
Av. Dr. Otacílio Negrão de Lima, 16.585
Belo Horizonte-MG
Tel: (0/xx/31) 3277-7946 / 3277-7996
map@pbh.gov.br

Grupo Pererê - Contando e Cantando Histórias

Amanhã, 30/8, o Grupo Pererê se apresenta no Teatro da Faculdade Santa Marcelina - FASM.

Utilizando bonecos, flautas, sanfona, alfaia, violão e outros instrumentos e objetos sonoros, o grupo apresenta histórias, lendas brasileiras e composições próprias.

Grupo Pererê - Contando e Cantando Histórias
30/8, às 11h
Teatro FASM - Sala Laura Abrahão
Rua Dr. Emilio Ribas, 89
Perdizes, São Paulo-SP
Entrada franca

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Da Morte Nasceu o Herói

Um jovem, que teve a família destruída tragicamente em um assalto, responde à sua dor criando um símbolo de justiça e força. Um herói. Um ser capaz de trazer esperança e fé a um mundo tomado pelo crime e pela injustiça. Não, não é de Bruce Wayne que eu estou falando, mas de Jerry Siegel, um dos pais do Homem de Aço.

Por volta das 20h de 2 de junho de 1932, um assalto à loja de roupas usadas de Mitchell Siegel, um imigrante judeu vindo da Lituânia, provocou o ataque cardíaco que o matou. Ninguém foi preso.

O incidente aconteceu em Cleveland, Ohio, e Jerry, então com 17 anos, junto com seu amigo Joe Shuster, teria por isso criado Superman, o super-herói mais conhecido do mundo. Um ser à prova de balas e com força sobre-humana, único sobrevivente de Kripton, seu planeta natal.

É o que nos quer fazer acreditar Brad Meltzer em seu livro The Book of Lies, com lançamento previsto para a semana que vem nos EUA.

Evidências não faltam, a começar por uma carta, enviada por um certo A.L. Luther a um jornal local, expõe a necessidade de vigilância naqueles dias duros da depressão americana. Para Meltzer não resta dúvida de que foi daí que surgiu o nome do principal inimigo de Superman: Alexander "Lex" Luthor.

"Em 50 anos de entrevistas, Jerry Siegel nunca mencionou que seu pai tinha morrido em um assalto. Mas pense, seu pai morre em um assalto e você inventa um homem à prova de balas e que se torna o maior herói do mundo. Desculpa, mas aí tem coisa", diz Meltzer.

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Últimos dias: Geraldo Marcolini e Sidney Philocreon



Mostra de Geraldo Marcolini e Sidney Philocreon, com curadoria de Felipe Barbosa, termina neste dia 30/8, no Amarelonegro Arte Contemporânea.

Serviço:
Segunda a sexta, das 11h às 19h
Sábado, das 11h às 16h
Rua Visconde de Pirajá, 111, loja 06
Ipanema, Rio de Janeiro, RJ
Tel: (0/xx/21) 2247-3086
amarelonegro@amarelonegro.com
www.amarelonegro.com

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

O "Irmão" do Urso

Esse trabalho veio pra me dizer "Osi, as coisas podem ser mais complicadas do que parecem". Parecia ser um trabalho simples, pra uma festa simples de clientes simples, mas eu subestimei tudo e todos...

O briefing dizia que eu deveria refazer o mascote de uma festa para calouros: um dr. Urso, numa sala de cirurgia, pronto para zoar dois ursinhos calouros, isso com a ajuda de um anão. Pois bem, me mandaram algumas referências de festas anteriores, para que eu pegasse o conceito.


Referências do dr. Urso

Arregacei as mangas e comecei a elaborar algo que não fugisse do conceito, mas que tivesse a minha marca.


Primeiro leiaute

Quem me conhece sabe que eu sou um cara detalhista e metódico no meu processo criativo. Eu procuro sempre me cercar de todas as informações possíveis antes de começar a trabalhar, e dessa vez não foi diferente. Mandei o rascunho acima e recebi a primeira negativa: o dr. Urso precisava ser mais "sacana". Concordei.


Segundo leiaute

Atendi prontamente, mandando também com cores e cenário. O problema é quando as coisas não são ditas com a mesma prontidão. Agora, os ursinhos não eram "tão ursinhos" e deveriam ser apenas um; o anão também não era "tão anão"...


Terceiro leiaute


Quarto leiaute


Quinto leiaute


Sexto leiaute

Nesse ponto eu soube que cerca de 40 pessoas estavam aprovando a minha ilustração. Ainda nesse ponto minha ilustração foi totalmente rejeitada e me sugeriram fazer algo o mais parecido possível com a referência. Eu me recusei, mas queria terminar esse trabalho. Foi quando eu vi o logo da fraternidade.



Se era para copiar algo, que fosse o logo deles, que é uma marca e propriedade dos clientes. Foi o que eu fiz.


Dr. Urso

Aqui, já calejado, eu mandei só o dr. Urso. Isso foi acordado com o cliente, que era fornecedor do cliente final (a fraternidade). A idéia era ir aprovando um personagem por vez, até juntar todos e aprovar a composição completa.


Anão


Sétimo leiaute


Oitavo leiaute


Nono leiaute


Décimo leiaute

Ao todo, foram 24 desenhos. Eu confesso que gostei do resultado final, mas o processo foi o mais desgastante pelo que eu já passei na vida.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Encontro com Guto Lacaz


Maquetes Reunidas, que está em cartaz desde 26/7, de terça a domingo, promove um encontro com o artista amanhã, 23/8, às 15h, na Capela do Morumbi, onde acontece a exposição.

A exposição, que vai até 28/9, é uma inciativa da Prefeitura de São Paulo, da Secretaria Municipal de Cultura, do Departamento do Patrimônio Histórico e do Museu da Cidade de São Paulo.

Serviço:
Encontro - 23/8, às 15h
Exposição- terça a domingo, das 9h às 17h

Capela do Morumbi
Av. Morumbi, 5.387
www.museudacidade.sp.gov.br

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Especial Encontros Sesc Videobrasil


O Sesc promove uma série de exibições de vídeos do acervo da Associação Cultural Videobrasil.

Durante o período das exibições, que irão até 17/9, sempre às quartas e sextas-feiras, haverá bate-papos com videoartistas e intelectuais convidados sobre a vida e a obra de Waly Salomão, homenageado da mostra.

Agenda:
22/8
Exibição de vídeos do DVD Nomadismos - homenagem a Waly Salomão
3/9
Encontro com os diretores Marcelo Tas e Lucas Bambozzi
10/9
Bate-papo com a diretora da Associação Cultural Videobrasil, Solange Farkas
17/9
O poeta e tradutor Michel Sleiman fala da poesia de Waly Salomão e de seu flerte com a arte eletrônica

Serviço:
Sesc Paulista
Av. Paulista, 119 - 19h30
Entrada franca (retirada de ingressos a partir de uma hora de antecedência)

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Lauras

Recentemente, eu fui convidado para fazer a programação visual do novo disco da minha amiga Laura Finocchiaro.

As fotos, que praticamente determinaram toda a programação visual, são de Ivan Abujamra. São fotos tão boas que só me restou distribuí-las no encarte e fazer um logotipo com o nome do disco.

O resultado foi uma programação visual limpa e econômica.





Acontece que a revista Quem publicou, nesta semana, na sua coluna "5 coisas imperdíveis na semana", uma nota sobre o disco, que tem lançamento previsto para setembro.