quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Goya: Formas e Direções

Este é um estudo sobre o uso de linhas e formas para exprimir uma idéia ou conceito, nas artes plásticas, para a diciplina composição.

Como objeto de observação, eu usei algumas pinturas do pintor e gravador espanhol Francisco José de Goya y Lucientes (Fuendetodos, Saragoça, 1746 – Bordéus, França, 1828), ou simplesmente Goya.

O objetivo foi escontrar elementos que sugerissem força, solidez, sensualidade e espiritualidade, através do recurso das linhas e formas compositivas.

Quadrado – Horizontal/Vertical




O Gigante (ou O Colosso), 1808, óleo sobre tela, 100 x 120 cm. Museu do Prado, Madri



Simbolizando força, solidez e rigidez, a predominância das direções vertical e horizontal casam perfeitamente com o tema desta obra de Goya: o “gigante”.

Essas linhas e a base reta reforçam a idéia de que o gigante não pode ser removido de onde está com facilidade, deixando sua presença ainda mais assustadora.


Triângulo – Inclinada





Maja Desnuda, 1800, óleo sobre tela, 190 x 97 cm. Museu do Prado, Madri




Aqui, a mulher, da forma exposta na tela, faz uma linha que corta a tela na diagonal, sugerindo sensualidade.







A Família do Duque de Osuna, 1788, óleo sobre tela, 174 x 225 cm. Museu do Prado, Madri









Neste quadro, a forma triangular imprime a idéia de ascenção, mas também de solidez.

Na base familiar (base do triângulo), encontram-se a mãe e os filhos. Na ponta do triângulo, a cabeça do pai, mostrando o guia do núcleo familiar.





Círculo – Curva






Witches’ Sabbath, 1789, óleo sobre tela, 43 x 30 cm. Museu Lazzaro Galdiano, Madri










A curva e a forma circular aqui ficam claras à medida em que se observa a “roda” de feiticeiras com o ser animalesco, ao centro.

Essa forma sugere aliança ou comunhão, integrando as figuras da obra.

Um comentário:

A cria de Saturno disse...

Osiiiiiiii, tu não vais acreditar... Eu tava procurando umas obras de Goya e vim parar aqui no teu blogger. Achei tão engraçado isso, porque eu mudei a página e imediatamente minha memória fez: -Mazaroioooooo???? Aha,aha,ha,ha,aha,ha,ha,ha,ah,ah,aha,ha,ha,aha,ha,ha,ha,ah, meu mestrado é em cima de Goya. Isso se eu passar... aha,ha,ha,ah,ah,aha,ha,ha,ha,ah,ah,aha,ha,ha,haa... Mas, adoreeeei esse texto aqui. Tem um no meu blogger sobre O Triunfo da Morte de Brueguel. Dá uma passada lá depois.
Beijooooooocas!!!