quarta-feira, 25 de março de 2009

FGV DIVULGA DADOS INÉDITOS SOBRE EDUCAÇÃO

Amanhã, 26/3, a partir das 8h30, em café da manhã para jornalistas, o Centro de Microeconomia Aplicada da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getulio Vargas, EESP-FGV, divulgará resultados inéditos de um estudo realizado sobre os "impactos dos métodos estruturados".

Na ocasião, o professor e coordenador do estudo, André Portela, e sua equipe, irão mostrar os impactos sobre o desempenho de alunos de 4ª e 8ª séries do ensino fundamental de escolas municipais do estado de São Paulo que adotaram a política dos métodos estruturados nas redes municipais.

Segundo um dos resultados do estudo, os alunos inseridos nesse tipo de ensino aumentaram a performance em cerca de quatro pontos na escala Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), tanto em matemática quanto em português. Esse aumento equivaleria ao acréscimo de seis meses de escolaridade.

Para André Portela, da EESP-FGV, o fato dos alunos obterem um desempenho melhor não significa necessariamente o sucesso das apostilas adotadas. "O fato é que ainda desconhecemos os mecanismos que alavancaram esse processo. Pode ser em função do material didático, mas também dos professores mais preparados em razão de treinamentos ou até mesmo o uso de outros equipamentos ou políticas associadas. Isso será um dos ganchos para uma nova pesquisa", finalizou.

Nenhum comentário: